Mensagens de Reflexão

IMG-20140912-WA0013

Escrevendo em meu diário…

Quem me conhece sabe: eu amo escrever!! Compartilhar meus sentimentos e pensamentos é algo que flui naturalmente quando encontro um papel e caneta (ou lápis, ou o teclado… rsrs) Escrever é um hobby, faço isso desde os 7 anos de idade… É verdade, eu tenho meu primeiro diário até hoje, ganhei do meu tio de aniversário quando fiz sete anos e com ele ganhei um conjunto de canetas coloridas da BIC (alguém aí lembra? Tinha umas cores lindas: verde, rosa, roxo e azul…saudades…). E assim começou meu hábito de fazer diários, guardo todos em uma caixinha de madeira, e as agendas em uma gaveta…

Gosto de meditar na palavra de Deus, a Bíblia é uma fonte de sabedoria, uma inspiração para a vida! Ela é meu fundamento, meu guia, onde encontro as respostas para meus anseios…

Mas também gosto de ler outros livros, revistas, artigos, enfim sou leitora de carteirinha! Então minhas reflexões sempre terão sua fonte principal na Bíblia, mas é claro que tudo que entra em minha mente, sejam textos, imagens, músicas, filmes, enfim, tudo é filtrado e meditado…

Espero que estas reflexões compartilhadas sejam úteis para você também, assim como me trouxeram paz e sabedoria. Sinta-se livre para compartilhar e edificar a vida de outros!

O que você acha de ser injustiçado? (26/12/10)

Pv 18: 5 e 19 / Mt 18:15 a 17 / 5:38 a 42 / 7:1 a 5 / Rm 12:16

Não é bom ser injustiçado! Essa é a opinião da maioria das pessoas, afinal ninguém gosta de perder seu lugar em qualquer situação ou ter seus direitos anulados. Por que somos tão apegados a lugares e posições?
Exemplos:
1 – Lugar de sentar na igreja, escola, refeitórios, célula, no sofá de casa…
2 – Posição profissional, status financeiro, …
3 – Atividades realizadas na igreja (ministérios), no grupo familiar, escolar, no futebol, vôlei, etc.
Quando somos ofendidos, deixados de lado, trocados por algum motivo, queremos nos defender, “tirar satisfação”. Mas quando é tempo de falar e de se calar diante da injustiça? Pv 25:11

Precisamos aprender com Jesus, humilde e paciente, Ele não desejou reconhecimento e fama, mas fazer a vontade de Deus, ainda que isso custasse sua honra. Devemos abrir mão da nossa honra em prol do Reino de Deus, é preciso quebrar nosso orgulho e desejo de ser honrado, respeitado e bem tratado.

“Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes, não sejais sábios em vós mesmos.” Rm 12:16

Andando no escuro (12/05/11)

“Quem de vocês teme o Senhor e obedece à palavra de seu servo? Que aquele que anda no escuro, que não tem luz alguma, confie no nome do Senhor e se apoie em seu Deus.” Is 50:10

Você já andou no escuro total? Como você se sentiu? Você teve que procurar alguma fonte de luz pra se sentir mais confortável não é mesmo? Andar no escuro e saber que Deus está com você, às vezes parece difícil, são tantas dificuldades ao redor que parece que estamos completamente sós no breu total… Mas, o Senhor está no barco nas mais densas tempestades da nossa vida, só pra nos ensinar que é Ele quem acalma as ondas do temor em nossa alma…
Porém no escuro aprendemos a confiar somente em Deus e não nas nossas próprias forças e capacidades, pois não adianta nada sabermos andar, se não sabemos pra onde vamos ficamos estagnados, não é mesmo?
Mas se Deus nos permite andar no escuro é porque nosso Pai celestial tem grandes lições pra nós e recompensas, separadas para aqueles que aprenderam a andar confiando na direção que Deus nos dá.
“Darei a você os tesouros das trevas, riquezas armazenadas em locais secretos, para que você saiba que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que o convoca pelo nome.” Is 45:3
Deus tem tesouros preciosos que só podemos alcançar quando estamos no escuro, não é trevas da maldade, da malignidade, mas trevas de dependência total de Deus, quando seus holofotes se apagam e só Deus brilha em você…iluminando exatamente o caminho que você deve percorrer para alcançar tais tesouros que nenhum olho viu, afinal estamos no escuro lembra? Nenhum tesouro é fácil de achar, nas histórias de piratas sempre há tesouros escondidos em lugares perigosos e mapas indicando o caminho…
Nosso Pai Celestial vai te chamar pelo nome e entregar seu tesouro secreto, mas você precisa aprender a ouvir suas indicações, como a criança que brinca de “cabra-cega” confiando naqueles que a direcionam gritando “frio, quente, morno” para que ela possa alcançar outra criança… Aprenda a ouvir a voz de Deus, com certeza Ele está sussurrando no seu ouvido neste exato momento…Será que você está quente, morno ou frio?
O que queremos dar para Deus é o que Ele deseja receber? (27/06/11)
I Sm 15:22-23/ 16:7
Falamos muito em fazer uma adoração extravagante, em quebrar regras e fazer coisas diferentes no nosso momento de adoração… Mas será que o que eu quero fazer pra Deus é o que Ele espera receber de mim?
Será que Deus prefere técnicas para um solo perfeito ou uma vida de santidade? Será que Ele espera ver meu melhor acorde ou a minha obediência? Ele quer que eu suba o monte ou desça do meu pedestal? Será que alcançar as notas mais altas o deixam mais feliz com minha adoração?
Deus já disse que Ele não olha a oferta em si, mas a nossa intenção, não olha a aparência e sim o coração… (I Sm 15:22 e 23;16:7) Qual minha motivação em fazer solos incríveis, alcançar notas maravilhosas, cantar as músicas que combinam mais com meu tom de voz, fazer uma ministração que toque as pessoas, subir o monte, fazer jejuns…o que eu espero com isso? Será que é o que Deus espera?
Ele espera minha obediência, e não sacrifícios, espera minha submissão, e não votos de tolos…
Eu tenho buscado me preocupar com o que Deus espera de mim, fazê-lo sorrir nas coisas simples. Nosso modelo bíblico de homem segundo o coração de Deus era simples, e foi quando ele se tornou grande que suas atitudes desagradaram a Deus, ele se esqueceu do que Deus queria dele….simplicidade!
O menino Davi simples adorava a Deus com sua harpa no meio de um rebanho, e ali Ele alegrava o coração de Deus. Mas quando ele se acostumou ao luxo dos palácios, ao sabor das vitórias, ao prazer de ter pessoas aos seus pés, o Rei Davi esqueceu o propósito do seu chamado: ser um adorador, agradar a Deus. E aí ele começou a desejar cada vez mais, mas já não era o que Deus desejava, mas aquilo que sua própria vontade o levava a desejar.
Assim como ele, seu filho Salomão começou bem, alcançou sabedoria que nenhum mortal jamais teve ou poderá ter, e ainda recebeu de Deus riquezas incontáveis, admiração e reconhecimento de outros governantes, mas seu sucesso foi a causa de seu fracasso, o seu tudo o tornou um nada…
Que eu não me esqueça de onde vim e o porquê de ser chamada por Deus, que eu não deixe a simplicidade no meu adorar, no meu viver, no meu andar… Só assim poderei ver meu Senhor sorrir com minha adoração. Como diz aquele lindo hino, que eu cantei muito quando menina: “Eu quero ser, Senhor amado, como um vaso nas mãos do oleiro, quebra minha vida e faze-a de novo, eu quero ser, eu quero ser, um vaso novo!” E aquele que sonda os corações, sabe o que meu espírito anseia: Maranatha!!!

Dando a devida importância às pessoas (02/09/11)

Tudo que acontece é uma lição de mais um capítulo no livro da vida. Nada que acontece é por acaso, ninguém que você conheça simplesmente passou na sua vida sem nenhum motivo…Deus tem um propósito para todas as coisas! As pessoas que de alguma forma te irritam, te perseguem e que você não consegue entender porque, saiba que são instrumentos de aperfeiçoamento. Posso ter vivido metade do que tenho pra viver, ou posso estar próximo à minha morte, mas nesses dias de vida que tive aprendi muitas lições: Aprendi que minha competência e honestidade podem gerar admiração e respeito naqueles que me desprezam; que minha bondade e compaixão podem trazer um pouco de amor àqueles que me odeiam sem razão, que minha palavra suave pode aplacar a ira e que um gesto de carinho pode salvar uma vida! Aprendi também que uma palavra mal falada pode acabar com uma amizade, que problemas não resolvidos podem se tornar grandes muros de gelo em um relacionamento, e acima de tudo, a falta de perdão é como veneno que mata aos poucos…Mata o amor, o respeito, a amizade, a admiração, adoece o coração…
Se pararmos para meditar um pouquinho sobre isso no dia de hoje, pode fazer muita diferença no livro da nossa vida, podemos talvez pular um capítulo de indiferença e decepção se aprendermos que todos que conhecemos são importantes e que talvez a pessoa que você vê hoje nunca mais estará ao seu lado…então não perca a oportunidade de ser verdadeiro, amigo, leal, sincero, fiel, amoroso, compassivo e paciente. Talvez seja tudo o que esta pessoa precisa para decidir viver ou morrer…
Passei por uma experiência de muita dor, isso me fez ver a vida com outros olhos, de outro ângulo…espero que você não tenha que passar por esta prova pra aprender esta lição: pessoas são mais importantes do que coisas, viver cada dia com intensidade nos faz lembrar que este pode ser o último! No dia de hoje diga o que tem que dizer, faça pelas pessoas o que tem que fazer, e saiba que a palavra “eu te amo” é mais valiosa do que qualquer presente que se possa comprar neste mundo! Então pai, mãe, amigo, filhos, irmãos, colegas de trabalho, de escola…enfim, não despreze ninguém, você não sabe o que Deus preparou pra esta pessoa em sua vida!

A vida Pós – Moderna: Vivendo com prazos e metas! (08/09/11)
Ec 3: 01 e Pr 19: 21/ Ec. 11: 10 / Sl 34: 8 a 10 / Pr 6:6/ Mt 6: 33

A palavra de Deus nos diz que há um tempo determinado para todas as coisas debaixo do céu…nesta Terra tudo tem um tempo. E para nós existe o Kairós, o tempo de Deus, determinado por Ele para que sua palavra se cumpra. Ec 3:01 e Pr 19:21
Em nossa vida vivemos debaixo da pressão do tempo: metas, prazos, tudo para medir nossa produção e desempenho. Aí vamos até Deus estabelecendo metas e prazos para Ele agir em nossa vida! Mas peraí, é Deus quem determina o Kairós, o tempo certo para tudo acontecer, não você.Não tente fazer de Deus seu empregado, que faz o que você quer, quando você quer, e porque você quer! Deus é Soberano!
Então não se aflija com o que não pode controlar, não deixe a ansiedade tomar seu coração, pois ela pode corroer seus sonhos e realizações. Ec. 11:10 Não se preocupe com o que não pode compreender, a Deus são as coisas insondáveis…não fique ansioso com as coisas materiais, pois nosso Pai Celeste promete suprir nossas necessidades. Sl 34: 8 a 10
Mas também não desista de lutar, não se acomode, o ser humano deve se manter ocupado, pois se não tem ocupação e objetivos já não há razão para viver! Desperte, trabalhe, lute, pois é com o suor do nosso rosto que iremos conquistar! Deus não se agrada dos preguiçosos, ele usa os ocupados e disponíveis ao trabalho! Pr 6:6
A nossa missão é levar o Reino de Deus onde formos e em tudo o que fizermos, para a Glória Dele! Trabalhe para Deus, e Ele virá em seu favor! Mt 6:33

Buscando uma fé inabalável! (15/09/11)
Gl 1:11 a 17 / 2: 1 a 6 / Ne 6: 1 a 3 / Fl 3: 13 a 14

Como manter o foco e conquistar nossos sonhos sem ser influenciado pelas pessoas a nossa volta? Será possível ser tão convicto do que quero e manter uma fé inabalável?
Paulo tinha certeza de sua vocação divina e sabia que seu ministério era diferenciado, por isso não se importou quando outras pessoas, tidas até mesmo como influentes, tentaram modificar as particularidades de sua missão. Ele chegou a dizer que estas pessoas não lhe acrescentaram em nada!
Então para conquistar seus sonhos e realizar grandes coisas lembre-se: não ouça pessoas que não vão te acrescentar em nada, não perca tempo com aqueles que estão tentando desviar seu foco. Tenha convicção de quem você é e onde você quer chegar, e em quanto tempo. Tenha objetivos e metas, pois se você tiver um alvo nada o abalará ou impedirá de alcançá-lo.
Neemias e Esdras tinham o alvo de reconstruir os muros da cidade de Jerusalém, nem as oposições e ameaças contra a vida de Neemias puderam impedir este projeto e o muro foi levantado, as brechas foram tapadas e as portas colocadas no lugar. Eles não deram ouvidos às vozes do medo, nem deram ouvido às intimidações dos outros.
Levante muros feitos com blocos de coragem e selados com a certeza da fé, só assim poderá impedir a influência das vozes do seu interior dizendo pra ter medo ou dúvida, e também das vozes alheias, que desmotivam e desviam o seu foco.
Prossiga, olhe em frente, foque em Deus e nas promessas, tape as brechas de medo e dúvida em sua alma, e só assim você terá uma fé inabalável. Se você tem um alvo, persiga-o como uma flecha, até chegar lá!
Vivendo pela Fé! (20/09/11)
Marcos 5:24-34

Fui a um culto de mulheres e a palavra me tocou muito, pois falava de uma mulher que tinha um problema de saúde, e que há 12 anos tinha hemorragia…ela gastou tudo o que tinha e nenhum médico pode ajudá-la…aqui está a passagem na Bíblia: Marcos 5:24-34
Jesus estava no meio da multidão, todos estavam tocando nele, mas não eram todos que o tocavam com fé. Aquela mulher estava debilitada pela doença, cansada, mas ela enfrentou esta multidão para tocar Jesus. E por causa de sua fé, mas também de seus esforço em ir até Jesus e enfrentar a multidão, ela foi curada.
Vamos nos esforçar para tocar em Jesus, temos corrido por tantas coisas, mas quando corremos para ter mais tempo com nosso amigo Jesus? Vamos tocar em suas vestes e sentir seu poder imenso invadir nossas almas, curando nosso interior flagelado pelas dificuldades da vida!

A Administração do nosso Deus (12/2011)
Gn 1 e 2:1 a 3

Deus criou a natureza com detalhes, foi cuidadoso, fez tudo com perfeição. Ele organizou sua obra, separando cada dia para uma atividade específica, e após criar, Ele avaliou a qualidade e aprovou a criação. Neste primeiro capítulo do livro sagrado temos os principais princípios da administração: Deus é o Administrador dos administradores e Empreendedor dos empreendedores!
– Ele planejou a criação do mundo, algo que ainda não existia e que não podia ser imitado, algo inovador… Criar o Universo foi um grande Empreendimento!
– Após o planejamento, Deus agiu liberando poder criador através de Sua palavra e tudo se fez!
– Em seguida Ele avaliou e aprovou a qualidade de sua obra: “Deus viu que tudo era muito bom!”
– Como não havia necessidades de correções em sua obra, o que faltava era alguém para manter seu empreendimento funcionando, para isso criou o homem e delegou autoridade, deu o domínio da Terra para ele.(Significado de Delegar : v.t. Transmitir poderes por delegação.Investir na faculdade de proceder em nome de outrem; incumbir, é o ato de transferir para outro (delegado) a autoridade e a responsabilidade.)
“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.” Gênesis 1:26-28
(Significado de Dominar: Ter o domínio de. Ter autoridade ou poder sobre. Reprimir. Subjugar, vencer. Preponderar. Conter-se.)
Deus aqui já estava criando a liderança e o empowerment, conceito atual de liderança praticado por grandes empresas.
– Com a conclusão do empreendimento Deus descansou e se deleitou na sua Obra.
Porém há um detalhe aqui: Deus deixou uma liderança sobre a Terra e seus moradores. Ele colocou o homem como um governante da natureza. (Significado de Governante: Que, ou pessoa que governa) E o que o ser humano fez e está fazendo com esta autoridade delegada por Deus?
Após a queda o homem usou sua autoridade sobre a Terra para destruí-la, abusou de seu poder e extorquiu, exauriu muitos dos recursos naturais deixados por Deus para a garantia de subsistência na Terra. Será que um Empreendedor gosta de ver seu Empreendimento sendo mau administrado? Creio que não, ninguém inicia um empreendimento para vê-lo falir!
Você pode se perguntar o que Deus e a Gestão Sustentável tem a ver? Eu respondo que tem tudo a ver! Deus é um ótimo administrador e não criaria um Universo tão perfeito para que o mesmo entrasse em colapso e fosse extinto. Então é a má administração do homem que tem levado ao resultado de catástrofes que temos visto sobre a Terra. E que ações o ser humano tem praticado mostram sua má administração?
Em primeiro lugar está o pecado, que entrou por meio de Adão e contaminou toda a criação, transformando a Terra, levando da perfeição à destruição. Em segundo lugar

“E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra.” Apocalipse 5:10

Cuidado: Não brinque com Deus! (28/11/11)
Gálatas 6:7 / 1 Tessalonicenses 4: 7-8/ Hebreus 4:12-13; 10:26-31 e 12:14/ Tiago 4:1-4

Hoje em dia muitos estão brincando com Deus, sem saber que estão indo pra um caminho sem volta, onde ele irá pagar as consequências de seus atos de forma dolorosa! Vemos pessoas tirando sarro das coisas de Deus, falando mal da igreja e dos cristãos, fazendo piadinhas com religião…Sabemos que existem por aí filmes, peças de teatro, novelas, livros e artigos dizendo absurdos de Jesus, que contestam sua vida santa e seu caráter. Mas será que só os ímpios zombam de Deus?
Infelizmente muitos que se dizem cristãos, que confessaram o nome de Cristo sobre suas vidas estão vivendo na zombaria contra Deus. Você pode estar chocado agora, pensando: como alguém que é “crente”, que tem Jesus pode zombar de Deus? É eu também estou chocada, mas a Bíblia assim adverte através de Paulo e de outros autores da igreja primitiva, sinal que isso já acontece desde que a igreja começou!
Em Hebreus o autor avisa que se continuamos a pecar deliberadamente, ou seja, por vontade própria e sem sentimento de arrependimento, mesmo após saber o que é certo e errado, tendo recebido a justificação pelo sangue, o lavar regenerador do Espírito Santo e o conhecimento da verdade, já não há mais chance para justificação deste pecado. Sobra a “terrível expectativa de juízo e de fogo intenso que consumirá os inimigos de Deus”. É isso aí, o cristão que continua vivendo no seu pecado é inimigo de Deus! (Tiago 4:1-4)
A Bíblia também adverte em Gálatas: “Não se engane, de Deus não se zomba!” E em Hebreus: “A palavra de Deus é viva e julga pensamentos e intenções. Nada, em toda a criação, está encoberto, oculto aos olhos de Deus. Tudo está exposto diante Dele, e de tudo prestaremos conta.”
Mesmo assim ainda há quem acredite que seu pecado não será descoberto, e se fizer sem ninguém saber não haverá mal algum, poderá continuar “trabalhando na obra de Deus”. Tolo! A palavra diz que “ai daquele que faz a obra de Deus de forma negligente, displicente”… Você não será um obreiro de Deus, mas um semeador do Diabo! (1 João 3:8) E no fim dos tempos, estará diante do Trono e será julgado por seus atos, prestará conta de todos eles, e poderá ouvir: “Afastai-vos de mim malditos, pois não os conheço!” (Mateus 24:41-46)
De que adianta obras e sacrifícios sem obediência e santidade? “Sem santidade ninguém verá o Senhor”. (Hebreus 12:14) Deus nos chamou para uma vida de santidade, quem não entende este princípio e continua satisfazendo sua própria carne e seus desejos, não está rejeitando ao pastor ou ao líder, mas ao próprio Deus! (1 Tessalonicenses 4: 7-8) E isso é brincar com Deus, é achar que Deus é bonzinho e vai te perdoar porque você é fraco e está “tentando” fazer as coisas no reino Dele. Não use textos da Bíblia para se justificar, a palavra é muito clara e não deixa nenhuma dúvida: “Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo!”
O Senhor não rejeita um coração arrependido sinceramente (Salmos 34:18), mas aqueles que pedem perdão apenas de boca, mas não abandonam seus pecados, e ainda dizem que não estão pecando, estão brincando com Deus, e a Bíblia diz que destes o Senhor se afasta, pois não pode viver onde há pecado. (1 João 1:5-10)
Hoje examine sua vida: será que há pecados ocultos? Ou pecados não confessados e abandonados? Corra enquanto é tempo, arrependa-se e abandone as práticas pecaminosas, limpe seu coração e pare de brincar com Deus, “pois breve aquele que vem virá e não tardará” (Hb 10:37) Será que você terá tempo de se arrepender quando ouvir a trombeta? (Mateus 24: 42,44,50-51)O Senhor virá quando menos esperarmos, por isso devemos estar prontos em todo momento, com a vida santificada e justificada. Nada de brincar com Deus, pois você pode se arrepender para sempre!

Procurando descanso para nossas almas
Mt 11:28-30 e Ec 2:17-24

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e meu fardo é leve.”

Quantas vezes você se sentiu tão cansado ao ponto de querer desistir de tudo? Desistir de um relacionamento, de um curso, de um alvo que você não conseguiu alcançar…enfim, o cansaço, a correria, tudo isso parece nos sufocar e parece que muitas vezes estamos carregando o mundo nas costas! Se não bastasse nossas próprias limitações e dificuldades, temos que lidar com dificuldades e limitações das pessoas a nossa volta! Isso cansa!
Salomão tinha tudo, mas ficou cansado da vida! Conquistou grandes riquezas, mas não conquistou paz no coração… e como nós podemos fazer isso? Como conquistar trabalhando algo que não se pode comprar? Meu salário compra coisas, mas não compra a satisfação de sentar no fim da tarde ao lado de quem amo e simplesmente ver o sol indo embora…se pondo lentamente e pintando o céu de vermelho, com cores e formas que nenhum artista pode imitar!
Jesus disse que devíamos ir até Ele e aprender, pois Ele é manso e humilde…aprender a viver uma vida simples, confiando que Deus é quem nos supre e nos dá forças para lidar com nossas limitações e de outros. Precisamos de descanso para nossas almas, e apenas deitar e dormir não traz descanso para a alma, é preciso aprendermos a viver como Deus quer, de forma simples e reconhecendo que tudo vem dEle, com coração grato e humilde.
Muitas vezes para encontrar renovo é preciso parar tudo e ter um tempo de renovo. A águia, quando está mais velha, voa para um lugar bem alto, e se esconde entre as rochas, tira todas as suas penas e suas unhas, bate seu bico na rocha até quebrá-lo e fica lá aguardando. Passado o tempo que Deus determinou suas penas nascem, suas unhas crescem e seu bico se refaz, tudo novo, como no início de sua juventude. Se está cansado pare, retire as coisas velhas e deixe Deus te renovar, aprenda com Ele, só assim encontrará descanso!

Somos Judas ou Timóteo? (01/03/12)
Mt 26:14-16 / II Tm 2:1-3 e 3:10-11 / Ef 6:1-3 /

Como é triste ver filhos ingratos! Filhos naturais, mas também filhos espirituais! Como é triste ver pessoas falarem mal de seus pais espirituais, inventarem fofocas sobre as pessoas que cuidaram delas e irem contra tudo o que seus pais espirituais ensinaram! A gente pode dizer que nestes últimos dias precisamos converter o coração dos pais aos filhos, e dos filhos aos pais, com urgência!
Como podemos ter tantos filhos “Judas” em nosso meio? Filhos que nos beijam na nossa frente, mas vendem os pais por detrás, que não pensam duas vezes antes de difamar seus pais espirituais e se rebelarem contra eles! Que gostam de falar por aí das falhas e defeitos de seus líderes, chefes e superiores, mas tem uma grande dificuldade de ver as qualidades. Não obedecem nem respeitam a ninguém e por isso sofrem as consequências de suas línguas desenfreadas. Onde está o amor e o perdão? Todos temos falhas, e seus pais não são perfeitos, como os meus não são e eu também não sou!
Como eu gostaria que houvessem mais filhos como “Timóteo” em nossa geração, filhos que ouvem e praticam os ensinamentos dos pais, que se apegam à palavra de Deus e vivem uma vida exemplar diante dos homens! Timóteo foi um discípulo de Paulo, e depois ficou cuidando de uma igreja, a igreja de Éfeso, mas sempre lembrando dos ensinamentos de seu pai espiritual e de tudo que ele viu, o quanto sofreu por amor ao Reino. Paulo teve outros discípulos que o ajudaram como Onesíforo, que cuidou dele quando esteve preso. Mas ele teve discípulos ingratos e blasfemadores, Himeneu e Alexandre, que segundo as palavras dele mesmo, rejeitaram a fé e a boa consciência.
Pare e reflita: Você é um Judas ou um Timóteo? Se você tem atitudes de “Judas” com seus pais, líderes, chefes e outras pessoas que estão acima de você, se arrependa, peça perdão ao seu pai/mãe e seja mais grato a Deus por ter colocado alguém na sua vida pra cuidar de você! Pare de reclamar e difamar, Deus jamais se agradará disso! Tg 3:9-12
Que o Senhor nos ajude a amar e respeitar nossos pais e líderes enquanto eles viverem! “Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.” Efésios 6:1-3

Quem quer carregar um soldado ferido? (02/03/12)
Cl 3:13 /

“Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. ” Colossenses 3:13

Ouvi há um tempo atrás em um Congresso que: “A Igreja é o único exército que abandona seus soldados feridos no campo de batalha…” Ultimamente tenho visto muito isso e Deus tem me levado a orar por estes feridos que estão ficando pelo caminho. É muito triste ver como esquecemos facilmente das pessoas em meio a tantas atividades e compromissos!
Deus me trouxe a lembrança uma cena do filme “Forrest Gump”, onde Forrest está na guerra e volta para buscar seu amigo, porém este não sobrevive aos ferimentos, mas ele consegue salvar a vida de seu Capitão… Porém ele ouve algo muito impactante da pessoa que salvou: Ao invés de agradecê-lo por salvar sua vida, ele o culpa por não ter morrido na batalha e se tornado um “aleijado”. A amargura levou a ingratidão, os ferimentos físicos deixaram marcas na alma daquele homem! Os anos se passam e este capitão revoltado com Deus e com as circunstâncias de sua vida, finalmente encontra motivação pra viver e no final do filme diz que ele faz “as pazes com Deus”… e por fim este capitão, cercado por sua família, agradece Forrest pela oportunidade de sobreviver que ele o proporcionou…
Como podemos trazer isso pra nossa vida? Pra nossa vida cristã, familiar, para nossos relacionamentos? O que Deus ministrou ao meu coração é que não é nada fácil carregar soldados feridos! Você terá que se esforçar e amar esta vida da forma como Deus ama pois:
1- Você não vai salvar a vida de todos os soldados que carregar, mas pelo menos fez sua parte e se esforçou. Mas não depende só de você, então se alguém parou na caminhada, mesmo com toda a sua insistência, não se culpe, você deu o seu melhor!
2- Muitos soldados feridos serão ingratos, te culparão, culparão a Deus, e podem até dizer que seria melhor se você nunca o tivesse carregado e lhe dado um nova chance, mas a verdade é que quando a restauração chegar a esta pessoa e Deus curar seu interior, você será recompensado, talvez não com agradecimentos, como no filme, mas com o maravilhoso prazer de saber que você foi útil no reino de Deus e salvou uma vida!
Em um mundo onde o que vale é “o que eu vou levar com o que estou fazendo”, parece difícil encorajar as pessoas a ajudarem outras sem pensarem em recompensas, em pagamentos…Talvez não desejem coisas materiais, mas esperam por reconhecimento e gratidão, todavia a verdade é que nem sempre os soldados feridos farão isso, mas com certeza Deus o fará! Vale a pena carregar soldados feridos, vale a pena lutar pelos fracos e não desistir de ninguém, pois o Senhor não desistiu de nós e nunca desistirá! E muito maior é o galardão que vem de Deus, do que a recompensa dos homens!
O que Deus pode fazer em favor de um povo? (11/03/12)
At 16:6 a 10/ Atos 8:26-39/ Ez 33: 8 a 9 / Is 6:8 / Is 9:2

No passado Deus fez grandes coisas em favor do seu povo Israel:
– Ele fez os filhos de Jacó venderem o próprio irmão ao Egito, fez José ser preso por seu dono por algo que não tinha culpa, fez José ficar frente a frente com empregados do Faraó, fez ele ser esquecido por este copeiro, para então ser lembrado no tempo que Deus estabeleceu para que ele se tornasse governador e livrasse o povo da fome;
– Ele fez uma órfã se tornar rainha da Pérsia e Média, fez com que ela entrasse na presença do Rei sem ser morta, para lutar em favor do seu povo e livrá-los de seu perseguidor;
Porém, a realidade é que Deus ama a todos os povos e Ele também fez grandes coisas por outros povos, que não eram separados como Israel, pois Jesus “Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. João 1:11.” Então:
– Ele fez um grande evangelista sair de um avivamento para o meio do deserto, por causa de um Etíope, que tinha sede da palavra de Deus;
– Ele transformou um dos maiores doutores da lei judaica, perseguidor da igreja primitiva, no maior missionário dos gentios que já existiu: “Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça, revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei a carne nem o sangue, Nem tornei a Jerusalém, a ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia, e voltei outra vez a Damasco. Gálatas 1:15-17”
– Ele mudou a rota deste missionário para ajudar um povo sedento: “E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um homem da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos. Atos 16:9” O apóstolo Paulo visita Filipos pela primeira vez, e a visão que Paulo teve em Trôade, era Deus convocando o apóstolo a passar ao continente europeu, dando-se ali, em Filipos, as primeiras conversões na Europa e, por isso, Filipos tem sido chamada o “berço do cristianismo europeu”.
Isto nos mostra que Deus não resiste ao clamor daqueles que anseiam conhecê-Lo! O clamor dos perdidos sobe aos céus, chega ao trono de Deus, ecoa na eternidade e ressoa na Terra, quando a igreja se prostra para orar e interceder por aquilo que está no coração de Deus! Em favor dos povos Deus nos fez:
*Luz para as nações:
“O povo, que estava assentado em trevas, Viu uma grande luz; E, aos que estavam assentados na região e sombra da morte, A luz raiou. Mateus 4:16”
*Atalaia dos povos:
“A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca, e lha anunciarás da minha parte. Se eu disser ao ímpio: O ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para dissuadir ao ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, porém o seu sangue eu o requererei da tua mão. Mas, se advertires o ímpio do seu caminho, para que dele se converta, e ele não se converter do seu caminho, ele morrerá na sua iniqüidade; mas tu livraste a tua alma. Ezequiel 33:7-9”
Deus está nos chamando para ir aonde ainda ninguém foi, fazer o que ainda não foi feito, falar aos que ainda não ouviram! Is 6:8 Hoje o Senhor pergunta: A quem enviarei? Será que Ele ouvirá a mesma resposta de Isaías de nós?

Nossa oração é poderosa! (7/04/12)

Tg 5:13 a 20 / Ex 4:10 a 12 / Jo 15:15

“Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto. Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.” Tiago 5:13-20
A palavra nos diz que há uma forma de tocar o coração de Deus: através de nossa oração! Ela é remédio para qualquer problema! Parece alguma fórmula mágica de estórias infantis, mas a oração não é ficção, ela é real! E sobe ao trono de um Deus real, que ouve e responde a oração de seus filhos! Elias era um ser humano como nós, passou por medo e depressão, mas Deus ouviu a sua oração ousada!
Muitas vezes pensamos que é difícil demais ou pesado demais fazer isso, mas quero te dizer que não há nada tão natural e comum quanto orar… Ou pelo menos deveria ser para nós cristãos, mas por que será tão difícil sermos pessoas de oração? (pedir para participarem com respostas)
Uma das “desculpas” que muitas vezes nós damos é a de não saber o que falar…tudo bem…até Moisés deu esta desculpa! Mas Deus responde bem sério pra ele: “Então disse Moisés ao SENHOR: Ah, meu Senhor! eu não sou homem eloqüente, nem de ontem nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de língua. E disse-lhe o SENHOR: Quem fez a boca do homem? ou quem fez o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, o SENHOR? Vai, pois, agora, e eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar.” Êxodo 4:10-12
A oração não é um privilégio de poucos, mas ela é o seu meio de comunicação com o Pai. Não somente para pedir, mas para ter um relacionamento de intimidade. Você não precisa de formalidades com sua esposa/ esposo, seu filho/pai, seu melhor amigo, seu líder e seu pastor. Você conversa com eles em tom amigo, próximo e descontraído. Porque temos tanto medo de ser íntimos com o PAI? Sim, Ele é o soberano em todo o universo, aquele o que mediu e formou com suas mãos.
Mas em João15:15 Jesus diz: “Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu lhes tornei conhecido.” Então meus amados saibam que o véu foi rasgado e você já não precisa de rituais e formalidades para ir até o Pai, você pode fazer isso sem medo, através de nosso sumo sacerdote Jesus.
Não me importa as legalidades do antigo testamento, não me interessam porque eles tinham tantos rituais e tanta formalidade em sua adoração… Quando estou na presença de Deus só uma coisa me importa: Ele me ama, e se importa com o que eu falo! Não importa se as outras pessoas me ignoram, ele me ouve!
Mas muitas vezes confundimos o poder da oração com acomodação, e achamos que não precisamos fazer mais nada só orar e ficar sentadinho que nem o Aladim esperando o gênio entregar nosso pedido: está errado! Há dois momentos especiais em nossas vidas:
-Quando devemos orar e agir: quando a situação pode mudar com uma atitude sua, Deus quer que você interceda, mas também faça algo a respeito.
-Quando devemos apenas orar: quando não há mais nada a fazer, sua atitude não vai influenciar a realidade dos fatos, é a hora em que precisamos do Sobrenatural e só a oração é eficaz neste momento!
Quando você pensa em missões, como tem sido sua atitude? Você tem realmente entendido o peso da sua oração? Será que além de orar e interceder você tem feito o que está ao seu alcance? Ofertar, falar de Jesus, dar um bom testemunho. Algumas frases que me impactaram de Oswald Smith:
“O fogo do céu atrai o povo. Quando a igreja experimenta o fogo de Deus, o mundo percebe e é atraído.”
“O inimigo está à porta e nos ameaça. As nuvens tempestuosas já se ajuntam e o temporal está prestes a sobrevir. Nada, exceto a pregação do evangelho no poder do Espírito Santo pode reverter a perigosa maré. Portanto não á alternativa senão entregarmos nossa vida á evangelização.”
E com relação à nossa cidade? Este ano é um ano de decisões, a oração é fundamental para mudar a atmosfera espiritual da nossa cidade e afastar a maré de maldade e prostituição, mas você deve fazer algo a respeito, você deve votar com consciência, pois muitos projetos desfavoráveis ao reino de Deus estão para ser votados e o que você vai fazer na urna pode ter um reflexo positivo ou negativo!
Nossa oração é poderosa, ela traz o avivamento, com arrependimento e confissão, ela abre os céus, ela nos leva a amar as vidas, ela quebra a indiferença, ela faz com que a Glória de Deus invada a Terra trazendo Seu Reino aos homens!
A passagem pelo amargo traz cura! (12/04/12)
Ex 15:22 A 27
Quando queremos restauração achamos que Deus apagará os momentos de vergonha, humilhação ou dor, como quem deleta um arquivo da memória do computador. Mas não é bem assim! Para chegar à restauração você te que beber o remédio amargo que cura! Hoje em dia, quando estamos doentes podemos escolher, a medicina e a farmacologia nos deram este privilégio, muitos estudaram compostos orgânicos e sintéticos para produzirem remédios para uma infinidade de doenças e sintomas. Alguns preferem remédio em comprimido, outros em líquido, mas há aqueles que preferem a picada da agulha, para não ter que tomar nenhum remédio! Cada pessoa tem sua preferência, mas na medicina do céu, com o médico dos médicos, o povo de Israel só teve uma escolha para ser curado: Passar pelas águas amargas de Mara!
Alguns estudos dizem que o povo de Israel estava contaminado com a água e as comidas do Egito, por isso possuíam muitas doenças de estômago. E nas águas amargas de Mara havia minerais que poderiam trazer cura àquele povo. “Os cientistas fizeram uma análise daquela água e constataram que ela é 100% potável. Ela é amarga porque está cheia de minerais que são medicinais. Por ex.: Um dos minerais que lá estão se chama Dulamite que é muito bom para os batimentos cardíacos, e principalmente para quem vai fazer longas caminhadas por um terreno, como o que o povo hebreu estava viajando. Outro mineral que tem em abundância naquela água é Magnésio. EX.: quando estamos com problemas de estômago receita-se o quê? Geralmente, leite de magnésio!”
Mas eles rejeitaram esta cura, e a falta de cura os levou a permanecerem contaminados com o Egito, e ficaram 40 anos no deserto, até que todos morressem. Eles não receberam a restauração de Deus! Depois daquela água amarga o Senhor tinha 12 fontes de água e 70 palmeiras para confortar e dar descanso ao povo. Mas eles pularam a etapa da cura, rejeitaram o melhor de Deus, e Ele rejeitou a eles também! Deus tem a sua verdade imutável, mas Ele derrama graça sobre nós: A verdade é que o povo tinha que ser lavado, curado, de forma amarga. A graça trazia água fresca e lugar de descanso.
Para chegar à restauração você precisa ser curado, ser limpo da contaminação do passado. E para ser curado você precisa enfrentar o remédio amargo. Sabendo disso, infelizmente, muitos deixam de desejar a restauração, a cura, o avivamento, por saber que tem que pagar um preço, e que ele pode ser um preço amargo. Então é mais fácil orar por outras coisas, como prosperidade e bens, do que por uma restauração espiritual, por restauração no seu lar, um avivamento na sua nação. Tudo isso custa caro, não é mesmo? Mas Leonard Ravenhill diz o seguinte: “Não estou muito certo de que realmente desejamos outro pentecoste, mas creio de todo o coração que precisamos urgentemente de um.” Profundo, nós precisamos de outro pentecoste, mas realmente estamos dispostos a pagar o preço por ele? Após o pentecoste muitas vidas foram alcançadas, muitos milagres aconteceram, mas veio também a perseguição. Os apóstolos ficaram sobrecarregados e tiveram que passar algumas responsabilidades para homens fiéis, para que pudessem se dedicar ao ministério. Uma restauração, um avivamento, traz mais trabalho sabia?
Mas sem a restauração da nossa paixão espiritual não podemos alcançar as vidas, não podemos ver os milagres acontecendo, nossa vida se torna medíocre e passamos a caminhar no deserto, comendo maná e murmurando, lutando pra sobreviver no deserto espiritual. Você sabe se está no deserto espiritual? É o momento de frieza, onde as experiências com Deus parecem feitos do passado, e embora você se alimente, você só fica esperando o maná de quinta e domingo, e as vezes na célula, não busca mais nada diferente. E ao invés de buscar reclama que o pastor, líder só fala a mesma coisa sempre…Está satisfeito, porém não está…isto é familiar?
Mara é lugar de confronto, de enfrentar a verdade. A verdade nos liberta, pois mostra nossas falhas e erros, nos leva a reconhecê-los e deixá-los. Talvez a verdade traga muita dor, e o mundo nos dá meios para fugir da verdade, mentindo para nós dando paliativos para a dor da verdade: baladas, bebidas, drogas, sexo, dinheiro, fama, poder, status. Mas isso não nos ajuda a passar por Mara, não nos ajuda a sair desse lugar de amargura! Jesus trata a nossa verdade, ele vai na causa e com sua graça nos conforta, dando o perdão que precisamos para levantar e sair de Mara. Por isso, quando vemos pessoas em Mara, não podemos usar a verdade para feri-las mais ainda, a verdade usada como arma pode matar uma pessoa, mas se usamos a graça e misericórdia, tratamos feridas, curamos almas amarguradas. Palavras podem matar, se forem ditas sem graça, sem amor, sem misericórdia. Se você está em Mara, o Senhor quer te curar e restaurar hoje!
Podemos passar por Mara, lugar de amargura, de dor, de vergonha, de sofrimento, mas chegaremos a Elim, onde o Senhor tem águas para saciar nossa sede e palmeiras para refugiar nossa alma, trazer descanso ao nosso coração. Mas não se acomode, você não vai saciar só a sua sede, mas a de todos ao seu redor com a água viva que o SENHOR vai te entregar. Eles encontraram doze fontes, uma para cada tribo, todos foram satisfeitos, você tem mais do que suficiente, entregue essa água que o Senhor derrama sobre sua vida hoje para os que vivem na sequidão espiritual!
Jovens que trazem a presença de Deus! (Maio/2012)
Ex 24: 1 a 5; 12 a 18 / Js 1:2, 5a 9 / I Jo 1:12 a 14

Esta passagem me fala ao coração primeiramente por alguns pontos: tem a ver com liderança, intimidade e busca da presença de Deus. Isso tem tudo a ver com a juventude que busca ao Senhor e atrai a presença de Deus com sua paixão e santidade.
O povo de israel estava no deserto, já haviam passado por algumas dificuldades e tinham visto o poder de Deus se manifestar a Moisés. Mas chegou um momento em que Deus decidiu fazer uma aliança com o povo, Ele queria se manifestar a todos, não somente a Moisés. Mas, para isso, era necessário limpar o povo do pecado que os separava de Deus, os impedia de ter um encontro com o “Eu sou”.Somente através da expiação com sangue podemos remover pecados. Sacrifício. O Senhor pediu então que jovens sacrificassem em favor do povo. É você jovem, que vai interceder pelo povo diante de Deus! É você que vai trazer santidade a esta geração! Sacrifício é deixar de lado o pecado, é viver em santidade, com o objetivo da agradar ao Senhor.
Deus tem planos para os jovens, assim como Ele tem para as crianças, os adultos e os idosos. Mas, para viver o plano de Deus o jovem tem que vencer o maligno! (I Jo 1:12 a 14) O inimigo das nossas almas não brinca com ninguém, mas ele tem especial cuidado para atrair e destruir as crianças e jovens: fama, dinheiro, roupas e sapatos de marca, status, baladas, bebidas, drogas, romance, sexo, promiscuidade. O diabo quer pisar na planta antes que ela se torne uma árvore!
Mas o Senhor nos mostra que Ele confia nos jovens para vencer o inimigo e trazer o Reino de Deus a esta Terra. Vamos lembrar daqueles jovens no deserto, sacrificando ao Senhor: eles poderiam estar reclamando, dizendo que queriam voltar ao Egito, lembrando das comidas, bebidas, festas (cada deus egípcio tinha sua celebração, com práticas de orgias e sacrifícios, algumas práticas eram semelhantes aos bailes de hoje) entre outras coisas que poderiam chamar atenção destes jovens. Mas ao contrário, eles decidiram obedecer e sacrificar a Deus. Pense, examine seu interior: o que você pode sacrificar ao Senhor para se libertar do Egito e vencer o inimigo?
Josué foi um jovem diferente. (Js 1:2, 5 a 9) Ele fez a diferença pois decidiu andar com alguém maior que ele, pois só assim nos tornamos grandes! Como auxiliar de Moisés, seguiu de perto e serviu inteiramente a um grande líder. Com certeza não foi fácil para Josué abdicar de uma vida de prazeres momentâneos, mas isso o levou a conquistas maiores, pois ele se tornou o sucessor de Moisés e conduziu todo um povo a entrar na terra prometida!
O Senhor quer usar os jovens! A força, o vigor, o ânimo, tudo isso tem real importância para o Senhor e pode impactar muitas vidas se for direcionado para o Reino de Deus! Se você se livrar do Egito, poderá viver o plano de Deus na sua vida. Só há um jeito de fazer isso: focar na promessa de Deus e sacrificar o que te impede de prosseguir em frente, rumo a terra prometida! Josué não viu os gigantes, não lembrou dos prazeres do Egito: Ele viu quão boa era a terra que Deus prometeu lhe entregar. Então jovem: não olhe para o seu passado, não olhe para os problemas do presente, olhe para a promessa de Deus e lute para trazer o Reino Dele a esta Terra! Você é forte, você já venceu o maligno! (I Jo 1:12 a 14)

Por que Deus permite que as coisas se quebrem? (21/05/12)
Ex 32 / 33 / 34
Muitas vezes acontecem coisas ruins nas nossas vidas e nos perguntamos: Por que? Será que Deus não estava ao nosso lado, por que não impediu aquele momento de dor, constrangimento, sofrimento, perda? A resposta é que muitas vezes Deus deixa que as coisas se quebrem para mostrar que Ele é quem pode restaurar.
No antigo testamento isso aconteceu com Moisés, ele desceu do monte Sinai com as tábuas da Lei, mas ao ver a cena de depravação espiritual do povo de Israel se entregando à idolatria, sua indignação foi tão grande contra o pecado que ele quebrou as tábuas que o próprio Deus havia escrito. (Ex 32: 12 a 23) Deus permitiu isso, e através dessa cena estava mostrando que a primeira aliança, a Lei, seria quebrada para que a perfeita aliança fosse estabelecida, e foi através do sacrifício na cruz, onde Jesus foi moído por nossos pecados. Por causa desse sacrifício, entramos em uma nova aliança, onde o homem não precisa mais de sacerdotes e sacrifícios de animais, ele pode ficar Face a Face com Deus, na presença de sua Glória, pois o véu foi rasgado!
Foi depois de quebrar as tábuas e voltar ao monte que Moisés ficou na fenda da rocha para ver a Glória de Deus passar, foi depois de quebrar as tábuas que ele entrou na tenda do encontro e saiu de lá cheio da presença, foi depois disso que ele subiu ao monte e desceu com seu rosto resplandecente! (Ex 34:29) E foi Deus que escreveu novas tábuas, não foi Moisés! Hoje nesta nova aliança, quando entramos na presença de Deus resplandecemos em nosso rosto que somos Dele, pois estamos diante de Sua Glória!
Provavelmente você tenha que deixar se quebrar algo precioso pra você, pois só quando quebramos o que nos é precioso podemos desfrutar de maior intimidade, poderemos compreender a vontade de Deus. Quando algo se quebra dentro de nós não é o momento de se abater e desistir. Foi quando Moisés quebrou as tábuas com ira santa contra o pecado que ele entendeu o sentimento que havia no coração de Deus! Foi ali que ele entrou em uma intimidade maior, entrou na fenda da rocha! Este é o momento de se levantar e entrar na fenda da rocha e ver a Glória de Deus.
Quando algo se quebra em nossas vidas uma transformação acontece se formos à presença do Senhor: Ele nos restaura! Deus não colou as tábuas quebradas por Moisés, Ele escreveu um nova tábua da Lei! Se sua vida foi quebrada, Deus não quer colar os pedaços, mas sim fazer uma nova história. Com Ele somos novas criaturas, tudo se fez novo, o Oleiro faz um novo vaso do barro quebrado… Deixe as coisas quebradas se tornarem coisas novas! Viva a restauração de Deus!
Você tem entrado na tenda do Encontro com Deus? Se seu rosto não está resplandecendo hoje é o momento, este é o tempo, de deixar que algumas coisas se quebrem, de deixar a antiga aliança se quebrar, para viver uma nova vida, de intimidade e relacionamento profundo com Deus. É hora de estar na presença de Deus até seu rosto resplandecer! Só assim você vai aprender a depender mais Dele, a confiar nos planos Dele e compreenderá que Ele está contigo em todo o tempo e só Ele pode restaurar o que foi quebrado! Entre na Tenda, deixe seu rosto resplandecer a Glória de Deus!

Leia esta história:

“Havia um rei que não acreditava na bondade de Deus e tinha um servo que em todas as situações lhe dizia: Meu rei, não desanime porque tudo que Deus faz é perfeito, Ele não erra! Um dia eles saíram para caçar e uma fera atacou o rei. O seu servo conseguiu matar o animal, mas não pôde evitar que sua majestade perdesse um dedo da mão.

Furioso e sem mostrar gratidão por ter sido salvo, o nobre disse: Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado e perdido o meu dedo. O servo apenas respondeu: Meu Rei, apesar de todas essas coisas, só posso dizer-lhe que Deus é bom; e ele sabe o porquê de todas as coisas. O que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra! Indignado com a resposta, o rei mandou prender o seu servo.
Tempos depois, o rei saiu para uma outra caçada e foi capturado por selvagens. Já no altar, prontos para sacrificar o nobre, os selvagens perceberam que a vítima não tinha um dos dedos e o soltaram – ele não era perfeito para ser oferecido aos deuses.
Ao voltar para o palácio, mandou soltar o seu servo e o recebeu muito afetuosamente. Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Escapei de ser sacrificado pelos selvagens, justamente por não ter um dedo! Mas tenho uma dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você que tanto o defende, fosse preso?
Meu rei, se eu tivesse ido com o senhor nessa caçada, teria sido sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum. Por isso, lembre-se: tudo o que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra!
Muitas vezes nos queixamos da vida e das coisas aparentemente ruins que nos acontecem, esquecendo-nos que nada é por acaso e que tudo tem um propósito. Toda a manhã ofereça seu dia a Deus. Peça para Deus inspirar os seus pensamentos, guiar os seus atos, apaziguar os seus sentimentos. E nada tema, confie, pois Deus… Ele nunca erra!”
“Existem coisas reservadas pra gente que foge do nosso entendimento, mas que lá na frente vai fazer todo o sentido. Por isso nunca perca a fé” (Reynaldo Gianecchini)”

Fé para andar sobre as águas (18/06/12)
Mt 14:22 a 34

Muitas vezes estamos fustigados, oprimidos pelos problemas. Neste momento de aflição achamos que Deus não está conosco, nos mandou ir sozinhos e ficou de longe, só olhando nosso sofrimento. Nos perguntamos: Onde Ele está quando as dificuldades dessa vida me aterrorizam? Onde estão todas as palavras que me disseram para eu confiar e não ter medo? Por que elas não funcionam agora?
Mas Jesus mostrou aos discípulos, numa noite escura e de ventos fortes, que mesmo que tenhamos que enfrentar ventos e ondas, ainda assim, Ele está conosco, e poderemos até mesmo andar sobre as ondas!
O Senhor estava despedindo a multidão e pediu para seus discípulos irem a frente, que ele os encontraria depois. Mas depois de muito tempo o barco estava no meio das águas, balançando com fortes ventos. Eles estavam com medo, a situação não era nem um pouco favorável. E para piorar no meio da noite eles veem algo estranho, um homem andando sobre as ondas! Eles ficaram aterrorizados! Talvez a sua situação só está piorando cada vez mais, e agora aconteceu algo que parece que nunca poderia acontecer… Não se desespere, pode ser o agir de Deus, espere, Jesus está andando sobre as águas revoltas ao seu lado!
Em meio a situações de perigo e momentos de tribulação existem 2 tipos de pessoas:
1 – As que preferem ficar no conforto do barco e pensam: Se está ruim aqui, pior se eu sair e for ao encontro de Jesus. Ele que venha até a mim! Ele que venha me socorrer aqui onde eu estou! É uma atitude de comodismo e de falta de vontade de lutar. A pessoa até tem vontade de vencer, mas não quer dar o primeiro passo: pedir perdão pra alguém, confessar sua culpa, restituir um prejuízo causado por ela mesmo, procurar um emprego, voltar a estudar…enfim, muitos podem ser os passos a serem dados.
2 – As que ousam sair da zona de conforto pra buscar a Deus, elas pensam: Esta situação não está nem um pouco boa, mas eu não posso fazer nada sozinho, preciso de uma força maior, vou me lançar e Ele vai me sustentar! Na hora da dificuldade você tem que ir ao encontro de Jesus, não esperar ele vir e entrar no seu barco. Tem que se lançar nas ondas tempestuosas e confiar que Ele te sustenta!
Mas, muitas vezes, até estas pessoas ousadas são abaladas pelas circunstâncias. Neste momento temos duas decisões a tomar:
1 – Ficar calado, não pedir ajuda, simplesmente olhar para a onda nos submergindo e afundar cada vez mais. O isolamento pode ser causado por muitos motivos: orgulho, vergonha, medo, insegurança, falta de confiança em Deus e/ou nas pessoas. Mas o isolamento mata, ovelha sozinha é presa fácil para o lobo!
2 – Pedir ajuda, clamar pelo socorro divino: Pedro pediu ajuda e o Senhor o segurou, mesmo que sua fé era pequena para continuar andando sobre as águas, Jesus o trouxe de volta. Muitas vezes é necessário procurar também por ajuda humana: amigos, família, médicos. O que você não pode é ficar calado! Clame!
Isso nos traz uma lição: eu preciso buscar ao Senhor em meio à tempestade, mas preciso entender que é necessário depender DELE para andar sobre as ondas. E Ele sempre estará comigo, basta confiar!

Bondade e Misericórdia
“Deus trata você do jeito que uma mãe trata seu filho adolescente, Timmy. Ela não gosta da ideia de que ele vá andando para a escola sozinho. Mas ele estava crescidinho para ser visto com sua mãe. Ela fez o seu melhor para ficar calma, lendo o Salmo 23 para ele toda manhã: “Certamente bondade e misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida.”
Um dia ela pediu a uma vizinha que caminhava com sua filha, para seguir Timmy até a escola, porém que mantivessem certa distância. Depois de muitos dias, o amiguinho de Timmy disse: “Você sabia que aquela mulher está nos seguindo até a escola?” “Com certeza”, Timmy respondeu. “Aquela é Shirley Bondade e sua filha Marcy Misericórdia” “Minha mãe lê sobre elas todos os dias no Salmo 23. Ela diz que elas me seguirão todos os dias da minha vida. Então, acho melhor eu me acostumar com elas!” Assim também será com você. Deus nunca manda você ir sozinho. ” Retirado de: Fearless – Max Lucado.

“O segredo da vida não é o que acontece com você, e sim, o que você faz do que acontece com você.” (Norman Peal)

A Promessa preciosa de Deus para você (27/06/12)

At 2:39 / Jo 4:1 a 42 / 1 Re 12:19 a 33

Você gosta quando alguém quebra uma promessa que fez com você? Quem não gosta de ver alguém cumprir o que prometeu? Bem, Deus fez muitas promessas para nós! E uma delas é que Ele cumprirá tudo o que disse em Sua palavra! Não podemos exigir o que não sabemos que temos direito certo? Então você precisa conhecer as promessas de Deus para sua vida, e todas elas estão na Bíblia, é por isso que precisamos vencer as dificuldades para ler a palavra de Deus.
Pensando em promessas me vieram muitas histórias, muitos personagens bíblicos que alcançaram suas promessas: Abraão e Sara, Ana, Isabel, Maria, Davi, entre muitos outros! Mas quando orava pedindo ao Senhor uma palavra sobre promessa, nenhuma destas histórias brilhou tanto em minha mente como a da Mulher Samaritana. Eu me perguntei o que esta mulher tinha a ver com promessa, mas o Senhor me mostrou coisas novas neste texto, que não havia visto antes. Jesus viu aquela mulher enquanto esperava por seus discípulos, sentado à beira de um poço, na cidade de Sicar, em Samaria. E ali ela recebeu instantaneamente uma promessa. Vamos entender um pouco do contexto histórico desta passagem:
1- A mulher não era valorizada pela cultura da época, como até hoje as mulheres não são valorizadas no mundo oriental;
2-Os samaritanos (Samaria) não se davam com os judeus (nascidos na Judéia). Isso começou quando reino de Israel foi dividido. O Reino de Judá, tribo que apoiou a linhagem de Davi, ficou com Jerusalém como capital, mantendo a fé em Deus e a adoração no templo. O Reino de Israel, as outras 10 tribos, ficou com Samaria como capital e viveu um total desvio da palavra de Deus, pois o Rei Jeroboão ficou com medo do povo se voltar para Roboão, filho de Salomão, ao ir a Jerusalém prestar culto, e assim instituiu a apostasia, uma idolatria a dois bezerros, um em Dã e outro em Betel. Por isso os samaritanos eram considerados como pagãos pelos judeus.
E foi neste contexto que Jesus fez um pedido aquela mulher: água. Foi a gota d’água pra ela. Era um absurdo, quem aquele judeu pensava que era? Quem ele pensava que ela era? Muitos pensamentos se passaram na mente dela. Mas Jesus disse algo que quebraria o gelo do momento. “Se você soubesse quem Eu Sou, você me pediria água”. Isso aguçou a curiosidade daquela mulher, cheia de dúvidas.
Jesus viu a verdade da vida daquela mulher, mas ele viu muito mais do que um passado. Ele viu um presente de confusão, de sentimentos frustrados, de dúvidas, de ansiedade, de questionamentos…Ele viu sede, viu necessidades, viu a vontade de viver uma vida melhor!
Jesus trata a nossa verdade, ele vai na causa e com sua graça nos conforta, dando o perdão que precisamos para levantar. Palavras podem matar, se forem ditas sem graça, sem amor, sem misericórdia. Por isso, não podemos usar a verdade para ferir mais ainda as pessoas, a verdade usada como arma pode matar uma pessoa, mas se usamos a graça e misericórdia, tratamos feridas, curamos almas amarguradas. Jesus alcançou o coração daquela mulher com perdão restaurador e livrou ela de seus complexos, então restaurada e agraciada, ela pode ser usada para alcançar outros!
A promessa de Deus para nós é:
1 – Perdão e graça;
2 – Saciar a nossa sede espiritual, preencher o vazio da nossa alma, tratar nossas feridas da alma;
3 – Nos dar uma vida melhor, restauração de uma vida digna.
A promessa de Deus tem um alcance:
1 – Você: Aquela mulher foi curada em seu interior, ela bebeu da água viva e foi saciada!
2 – Sua família: Ela sabia que seu relacionamento não estava como ela queria, mas Jesus mudou essa história!
3 – Todos que estão à sua volta: parentes, amigos, vizinhos, colegas de trabalho, aqueles que te amam, aqueles não te amam tanto assim, aqueles que te compreendem, aqueles que te julgam. A mulher compartilhou do que havia ouvido, e trouxe algumas pessoas até Jesus, e eles viram e creram, primeiro por causa do testemunho dela, depois pelas coisas que Jesus fez na vida deles durante os dois dias que ficou ali em Sicar, eles ouviram e depois viram o agir de Jesus.
Deus quer fazer de você uma fonte de águas vivas, ele não mata somente a sua sede, ele te faz uma fonte que jorra para todo o sempre… O que está jorrando de dentro de você? Amargura, tristezas, anseios, preocupações? Deixe fluir o rio de vida de dentro de você, venha e beba da água viva! Venha receber a promessa de Deus pra você, venha ser restaurada!

O que impede o agir de Deus na nossa vida? (19/07/12)
Mt 13:58 / Mc 6: 1 a 6 / Mc 9:16 a 27

Muitas vezes somos tomados por um sentimento estranho, parece que estamos apenas como espectadores no teatro da vida. Assistimos milagres na vida de outros, coisas maravilhosas acontecendo e mudando histórias, mas na nossa mesmo que é bom, nada! Será que há em nossas vidas alguma coisa impedindo o agir de Deus? Será que o cano da unção está entupido? Pode estar, mas não por parte do Senhor, pois a Sua palavra diz que suas mãos não estão encolhidas, nem seus ouvidos tampados.
Vamos ouvir uma história: Jesus foi para sua cidade, foi rever seus amigos, as pessoas que conviveram com ele por pelo menos 30 anos. Sabiam onde ele morava, quem eram seus familiares próximos, onde ele gostava de ir, a sinagoga que ele frequentava. Estavam acostumados com seus ensinos…mas tudo mudou depois que João o batizou no rio Jordão. Jesus deixou de ser o rapaz da Galileia, o filho de José, e se tornou um profeta! Será? Aquele Jesus, filho de José, que era carpinteiro como seu pai, ele poderia fazer tantas coisas assim? Por que só agora? Por que nunca fez nenhum milagre grandioso quando estava aqui entre nós? Perguntas como essas pairavam sobre eles. (Mc 6:2-3)
A Bíblia conta que estas pessoas ficaram escandalizadas! Vamos ver a definição de escandalizar: Causar escândalo a (por atos ou palavras); chocar; espantar; revoltar. Ofender, melindrar. v. t. Causar escândalo a. Melindrar. Fazer ofensa a. Agravar, maltratar. V. i. Fazer escândalo. Proceder mal.
As pessoas que o conheciam ficaram ofendidas, chocadas, espantadas? Ou pior, revoltadas? Mas acredito que o que mais conseguiu expressar o sentimento deles foi o termo “melindrar”, seus conhecidos ficaram meio que melindrados e se perguntavam: será que ele vai fazer as coisas que temos ouvido por aí, ou é só boato? Afinal não tinha jornal, nem Televisão, nem internet… as notícias eram transmitidas de uma pessoa para outra, se você já brincou de telefone sem fio sabe o que acontece né? No final a mensagem não tem nada a ver com o começo!
E então Jesus conhecendo o coração deles, sabia que eles escondiam a incredulidade, bem disfarçada nas interjeições de admiração! Ah! Oh! E a história continua e diz que Ele não pode fazer muitos milagres ali, por causa da sua incredulidade, apenas curou alguns doentes, por compaixão, não por que eles criam de verdade (observação minha aqui). Jesus percebeu que em sua terra ele não teria honra, não acreditariam Nele como em outros lugares, e isso o admirou (Mc 6:6). As pessoas achavam que o conheciam demais e na verdade, não sabiam nada sobre Ele. Sua visão de Jesus atrapalhou de conhecerem quem Ele realmente era: o Filho de Deus!
Às vezes estamos assim, tão acostumados com nossa visão de Jesus, que achamos que sabemos tudo sobre Ele: sabemos como Ele age, como podemos tocar o coração Dele (com quebrantamento), como fazer suas mão se moverem (através da oração), sabemos tudo, mas a nossa fórmula mágica não funciona! Nossos “passos para uma benção arrebatadora” não alcançam a vitória prometida…por que? Por que em nosso coração ainda há incredulidade.
“Tá repreendido Silvinha!” “Sou crente de carteirinha assinada!” “Nasci em berço evangélico, acredito em Deus desde que estava na barriga da minha mãe!” Talvez, alguns pensem essas coisas…mas a verdade é que temos que analisar nosso coração: há nele incredulidade? A palavra diz que aquele que se aproxima de Deus precisa crer que Ele existe e é abençoador daqueles que o buscam. Eu creio que você crê que Deus existe, mas você crê que Ele abençoa a todos quanto o buscam, não importa qual seja o seu pedido e sua condição?
Um pai desesperado procura Jesus, seu filho está tomado por um mal espírito que o maltrata severamente, com convulsões perigosas. Em meu coração eu acreditaria sinceramente que este pai crê em Jesus, caso contrário não o procuraria certo? Errado! O pai duvida que Jesus o possa livrar por completo (Mc 9: 22 ) e apela pra compaixão de Jesus! Mas Jesus responde que tudo é possível ao que CRÊ…a chave para conquistar o seu milagre é crer! Simples? Para aquele pai não era, o sofrimento por tantos anos, tantas promessas de melhoras, dinheiro gasto com médicos, indo às sinagogas, apresentando aos líderes religiosos, todos os esforços que não traziam resultados endureceram o coração daquele pai. Talvez seja assim conosco, estamos endurecidos e a incredulidade surge. O que fazer nessa hora?
O pai não hesitou: reconheceu que estava guardando aquela pontinha de incredulidade e pediu ajuda ao Senhor (Mc 9:24)! Será que podemos fazer isso hoje? Orar pedindo ao Senhor que nos ajude a vencer a incredulidade, para deixarmos de nos acostumar com a visão que nós temos Dele, para ver quem realmente Ele é. Somente quando fizermos isso vamos desentupir o cano, e isso vai trazer a benção do Senhor e seus milagres sobre a nossa vida! Reconheça que ainda há incredulidade em seu coração, e deixe Deus te inundar com uma fé sobrenatural!

Qual é a missão de Deus para mim hoje? (06/09/2012)
Jo 15:16 / Jo 12:24
“Não foram vocês que me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto, fruto que permaneça, a fim de que o Pai lhes conceda o que pedirem em meu nome.” Jo 15:16

Quando entramos na igreja e recebemos a Cristo nos parece que essa decisão foi nossa, nós escolhemos viver para Deus, escolhemos seguir Jesus. Será? Esse versículo nos diz que não fomos nós que escolhemos Jesus, mas foi Ele quem nos escolheu. Toda a obra redentora é fruto do sacrifício e da vontade de Deus. Nada tem a ver com nossa própria vontade ou esforço próprio. Deus fez a obra e ficou esperando o ser humano se render ao único caminho para chegar até Ele: Jesus.
Mas Ele nos escolheu, nos salvou, nos limpou de toda imundície do pecado… e o que nós fazemos agora? Qual será o motivo de Deus ter feito tamanha obra em homens e mulheres tão miseráveis como nós? Porque a palavra diz que a nossa justiça era como trapo de imundícia…uma beleza não é mesmo? O que nós achamos muito justo e correto, não passa de um trapinho sujo perto da justiça de Deus.
Então chegamos a este ponto que descobrimos quão pequenos nós somos e vemos quão amoroso Deus é. Precisamos pensar no amor e no sacrifício de Deus por nós, mas pensar também em pessoas que acreditam que podem ser úteis para a humanidade, e sacrificam suas vidas em favor de outras pessoas. Tem um louvor que diz isso, para que outras possam viver é preciso morrer. E essa ideia não veio de um compositor louco e radical, ela vem da Bíblia.
“Digo-lhes verdadeiramente que, se o grão de trigo não cair na terra e não morrer, continuará ele só. Mas se morrer dará muito fruto.” Jo 12:24
Viver um chamado missionário é sacrifício, é deixar tudo em favor de Deus e de Seu reino. E quem ama deixa ir…quem ama de verdade não possui as pessoas, mas dá a elas liberdade de escolha: foi isso que Deus fez conosco, nos deixou ir e nos deixou escolher em acreditar ou não, amar ou não.

Deus escolheu sua família! (06/06/14)

Gostaria de falar sobre uma família, vivendo em uma terra de iniquidade, vivendo em meio a pessoas que não creem em Deus, não honram ao nosso Senhor, essa é a família de Abraão, mas também é um retrato da nossa família! Voltando-se para a Bíblia, a família patriarcal é o nosso modelo, eles não foram perfeitos e nos mostram exemplos a serem seguidos, mas também atitudes que devem ser evitadas.

Exemplos positivos:
*Tudo começou com Abraão e sua fé, e a sua obediência: Gênesis 12:1 – Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
A sua fé o justificou e ele foi lembrado por que creu e obedeceu: Romanos 4:3 / Gálatas 3:6 / Tiago 2:23
*Abraão tinha relacionamento com Deus de intimidade: Gênesis 18: 17- 19. E disse o Senhor: Ocultarei eu a Abraão o que faço, visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e por meio dele serão benditas todas as nações da terra? Porque eu o tenho escolhido, a fim de que ele ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para praticarem retidão e justiça; a fim de que o Senhor faça vir sobre Abraão o que a respeito dele tem falado.
Que passagem linda, me faz questionar que Deus é esse que escolhe seres humanos falíveis para compartilhar seus planos? Deus te ouve, mas também quer se revelar e compartilhar planos com você!
*Isaque, filho de Abraão seguiu crendo na promessa do Senhor, guardou a fé de seu pai, ele semeou na terra que Deus prometeu que seria sua e ele colheu 100 VEZES mais. Gênesis: 26. 12 a 13 Isaque semeou naquela terra, e no mesmo ano colheu o cêntuplo; e o Senhor o abençoou. E engrandeceu-se o homem; e foi-se enriquecendo até que se tornou muito poderoso;
Muitas vezes estamos semeando em terras que não são nossas, mas a colheita será muito grande, se você crê que um dia receberá! Muitas vezes você acha que não adianta investir em seus familiares, que eles nunca aceitarão, mas Deus já fez uma promessa, se você crê, vai colher muitos frutos em sua família, através do seu testemunho, investindo tempo de qualidade com sua família, levando para os cultos de casais, eventos e células.

Exemplos negativos:
*Abraão levou seu sobrinho Ló, o que trouxe algumas dores de cabeça. Lembre-se: Família é família, parentela é parentela! Cuidado com as malinhas do passado que carregamos para dentro de nossa família! Não dê mais valor aos seus parentes do que ao seu cônjuge e aos seus filhos, saiba colocar prioridades em sua forma de tratar seus familiares. Como você tem falado com sua esposa, seu esposo? Como tem tratado os seus filhos? Dá a mesma atenção à eles do que aos parentes? O mesmo carinho? Você prefere sentar no sofá e assistir TV do que conversar? Se você não abrir um canal de comunicação com seus filhos hoje, dificilmente terá relacionamento profundo com ele quando ele crescer!
* Abraão mentiu que Sara era sua irmã, assim o seu filho Isaque também cometeu o mesmo erro. Isso levou a uma quebra na comunicação entre o casal. Quando escondemos e nos envergonhamos do nosso cônjuge atrapalhamos a nossa intimidade. Não devemos deixar a mentira e a omissão entrar no meio da família, a confiança quebrada muito dificilmente será reconquistada!

Conclusão:
Deus escolheu Abraão e o separou, para que a partir dele e sua família formasse um povo separado para o adorar e praticarem a justiça. Isso também aconteceu com Noé, lembram? Hoje nós somos esta família separada para Deus, vivemos em meio a uma geração corrompida pelo pecado, mas Deus escolheu nossa família para ser diferente, para se separar, para buscar alianças dentro da família de Deus, para não se contaminar com a forma mundana de viver.
Salmos: 22. 27. Todos os limites da terra se lembrarão e se converterão ao Senhor, e diante dele adorarão todas as famílias das nações.
Gênesis: 12. 3. Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Deus escolheu nossa família para espalhar sua justiça sobre a Terra, Ele quer abençoar nossa família para que através de nós outras famílias sejam alcançadas. Deus tem um plano pra você e sua família, Ele fará de você um modelo, um exemplo, para que outros sejam abençoados através de sua fé!
Se separe da iniquidade, leve seus filhos a adorarem ao Senhor e você verá o que Deus fará em sua casa e toda sua parentela!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s