Receitas de Sobremesas Lacfree

Olá galera!! Demorei mas voltei a postar!!!

Já passamos as festas de fim de ano e aproveitei este ano de 2014 para testar várias receitas de sobremesas, afinal eu amo doce e ficar sem sobremesa na Ceia de Natal e de Ano Novo não dá! =)

Algumas pessoas viram as fotos no Instagram e no Face e me pediram as receitas… Então, atendendo aos pedidos das amigas, e com o objetivo de ajudar quem tem intolerância à lactose, mas não abre mão de um docinho, aí vão as receitas testadas, com as alterações que fiz:

Sorvete de frutas Lacfree

IMG_20141217_200600

Congele pedaços de banana e de frutas da sua preferência, eu usei frutas como morango, cereja, blueberry e abacaxi. Bata as frutas congeladas em um processador ou liquidificador. Congele. Depois retire do freezer, corte em pedaços e bata na batedeira, volte ao freezer e deixe gelar por mais um tempo. Está pronto! Você pode colocar nozes ou castanhas, pedaços de frutas, enfim, o que desejar para acompanhar este sorvete!

As bananas são a base desse sorvete, pode mudar as outras frutas mas sempre utilize a banana, pode ser a biomassa de banana verde. Pode colocar açúcar se preferir, eu não usei, pois usei bananas bem maduras.

Torta de Frutas e Sorvete Lacfree

IMG_20141224_232512
Torta de Biscoito NESFIT com recheio de Sorvete, coberta com creme de Baunilha lacfree.

Ingredientes
2 pacotes de Biscoito NESFIT® Cacau e Cereais (200 g cada)
Sorvete Lacfree de frutas vermelhas (receita acima)
3 colheres (sopa) de suco de limão (opcional, eu usei, mas na próxima farei sem)1 caixinha de cerejas, ou morangos, ou a fruta que preferir para dar sabor ao sorvete.

Para o creme de baunilha: 500 ml de Leite Sem Lactose (ou de soja se você preferir) e 1 pacote de pudim de baunilha diet (ou 2 colheres de amido de milho+uma colher de essência de baunilha)

Para decorar: frutas frescas – usei cereja e blueberry ou coco ralado, o que você preferir!

Modo de preparo:
Triture rapidamente os Biscoitos NESFIT , formando uma farofa grossa (não deve ficar muito fino). Divida em 2 partes. Usei uma forma de vidro, pois minha intenção não era desenformar, se for desenformar use forma de fundo removível. Eu coloquei metade do Biscoito triturado no fundo, formando uma camada, assim só a farofa mesmo, pinguei o suco de limão por cima, porém não gostei, minha dica, coloque um pouco de margarina ou óleo de canola, só para dar liga e virar uma massa de torta mesmo…

Reserve. Coloque o sorvete de frutas por cima. Esse sorvete deve ser feito com antecedência, pode ser um dia antes. Quando for fazer a torta retire um pouco antes do freezer e quando estiver amolecendo corte em pedaços e bata na batedeira, a consistência ficará igual a um sorvete de massa, assim ficará mais fácil espalhar sobre a massa. Espalhe a outra metade dos Biscoitos, formando outra camada. Coloque no freezer por enquanto.

Enquanto isso, faça um creme de Baunilha. Eu usei 500 ml de Leite lacfree com um pacotinho de pudim de Baunilha diet e não deixei cozinhar muito, para ficar molinho mesmo. Ou faça um creme mole usando leite, 2 colheres de amido de milho e uma colher de essência de baunilha, caso não ache o pudim diet. Deixe amornar antes de colocar na torta.

Retire a torta do freezer, cubra com este creme e leve novamente ao freezer por cerca de 2 horas, até que esteja bem firme. Tampe a forma, ou forre com papel alumínio, ou com plástico filme. Retire, decore com as frutas e sirva a seguir.

Receita original (não é lacfree):

https://www.nestle.com.br/site/cozinha/receitas/Torta_de_Frutas_e_Sorvete.aspx

Pudim de maria mole Lacfree

Ingredientes:
1 litro de leite sem lactose (eu usei 500 ml de leite de coco e 500 ml de leite sem lactose)
2 caixinhas de maria mole de coco
Coco ralado
2 colheres de açúcar (usei o demerara)

Modo de Fazer:
Bater no liquidificador o leite, o açúcar e o coco ralado. Dissolver o pó da maria mole em um copo de água fervente. Acrescentar todos os ingredientes no liquidificador e bater por mais 5 minutos. Despejar em uma forma de pudim ou um refratário. Levar à geladeira por no mínimo 6 horas. Está pronto! Este eu não tirei foto, mas você pode usar a criatividade, colocar ameixas em calda, polvilhar coco ralado em cima… Fica ótimo!!!

Pavê de nozes com pêssegos

IMG_20141223_190310
O pavê é uma sobremesa que inevitavelmente lembra verão: gelada, cremosa, com biscoitos intercalados em camadas com algum tipo de creme e frutas. Daí nossa criatividade pode entrar e bolar as mais variadas combinações, incluindo nossos ingredientes favoritos na receita.

INGREDIENTES
1 litro de leite sem lactose (ou leite de soja)
5 colheres (sopa) de açúcar (usei açúcar light, pode ser o demerara também)
3 colheres (sopa) de amido de milho
1 pacote de bolacha champagne (existem várias opções sem leite. Verifique o rótulo do produto.)
1 lata de pêssegos em calda

*Eu usei nozes no creme e também para decorar.

PREPARO
Misture 1 litro de leite com as 5 colheres de açúcar. Leve ao fogo e deixe ferver por 20 minutos mexendo sempre para não queimar no fundo. Em outro recipiente, misture um pouco de leite com as 3 colheres (bem cheias) de amido de milho. Junte esta mistura ao creme que está sendo feito mexendo bem. Quando o amido de milho é colocado, o creme engrossa rapidamente. Eu coloquei no creme nozes picadas e fui mexendo, aí é só esperar formar algumas bolhas e desligar o fogo.

MONTAGEM
Coloque a calda do pêssego em um recipiente fundo e molhe as bolachas champagne (se desejar, misture um pouco de licor de sua preferência). Deixe as bolachas por mais ou menos 1 minuto até que absorvam o caldo, mas sem desmancharem. Cubra o fundo da travessa com uma camada fina de creme. Coloque uma camada de bolachas já umedecidas com calda. Repita as camadas (o número de camadas vai variar de acordo com o tamanho e a altura da travessa). Por último coloque uma camada de creme e enfeite com pêssegos. Caso não goste de pêssegos pode fazer só com nozes ou outras frutas, como morango, kiwi, cerejas… etc. Eu polvilhei com coco ralado também. Agora é só deixar gelar e servir!

Receita original:
http://www.semlactose.com/index.php/2010/01/19/pave-de-pessegos/

Cupcake de Baunilha Sem Lactose

IMG_20141211_231942 IMG_20141211_232024

Ingredientes:
1 pacote de massa para Bolo ‘da Barra’ (esta marca não tem lactose na massa)
1/2 xícara de leite sem lactose
2 colheres de sopa de óleo de canola
4 ovos

Modo de fazer:
Pré-aqueça o forno à 180 graus. Bata as claras em neve e reserve. Bata as gemas, o óleo de canola e o leite até obter mistura homogênea. Depois coloque o conteúdo da massa para bolo, bata tudo até ficar bem homogêneo, por fim coloque as claras em neve bem delicadamente, e leve ao forno. Distribua a massa em forminhas de cupcakes ou se preferir assar em forma de bolo use uma de 21 cm. Asse de 20 a 30 minutos (dependendo da forma) à 180 graus.

Cobertura de Baunilha ou de Chocolate
Rende o suficiente para 24 cupcakes

Ingredientes:

500 ml de leite sem lactose
3 colheres de açúcar demerara
3 colheres de amido de milho
1 colher de sopa de essência de baunilha

Se for fazer de chocolate, tipo um brigadeiro mole: 2 colheres de cacau em pó e 1 tablete de 100 gr ou 200 gr de chocolate 80% cacau (verificar se não tem lactose)

Modo de fazer

Misture o leite com 3 colheres de açúcar. Leve ao fogo e deixe ferver, mexendo sempre para não queimar no fundo. Em outro recipiente, misture um pouco de leite com as 3 colheres (bem cheias) de amido de milho. Junte esta mistura ao creme que está sendo feito mexendo bem. Quando o amido de milho é colocado, o creme engrossa rapidamente.

Decore seu cupcake como preferir. Eu coloquei uma camada de cobertura e depois confeitos coloridos. Ficaram lindos e gostosos!

Receita original:

http://www.lactosenao.com/receitas-sem-lactose/cupcake-de-coco-e-doce-de-leite-sem-lactose/

Treinando no tempo seco e no verão

Bom dia galeraaaa!!!!

Estamos na Primavera, mas o tempo já está esquentando bastante… Bem a dica de hoje é para treinar nos dias secos e para os dias de verão, que já está chegando. A maioria do pessoal acaba treinando a noite, depois que sai do serviço, aí no fim de semana sofre no treino longão, além disso, as provas são na maioria das vezes pela manhã, com sol quente e dia seco… como acostumar nosso corpo para aguentar tanta pressão?? Esses posts são do site “Corre Mulherada”, mas as dicas tb são úteis para os homens ok? (tirando a parte do cabelo e da roupa de baixo…rsrsrs) (PS: muitas dicas nestes posts são links do próprio site, aí terá que ir até o site Corre Mulherada para encontrar os links citados)

Vamos lá gente, não podemos parar, o treino é importante e nos prepara para os desafios das provas….

Bom dia a todos e bons treinos!!!

Treinando no tempo seco
Estes últimos dias, além das altas temperaturas, o tempo está muito seco. Aqui em São Paulo, a umidade chegou em 13%, que é considerado Estado de Alerta, ou seja, temos que ter atenção nos treinos pois com a umidade baixa, a concentração de poluentes aumenta e a respiração é prejudicada. Como podemos contornar e continuar treinando? Este é o assunto do post de hoje.

1) Hidratação
Já falamos aqui o quanto a hidratação é fundamental. No tempo seco essa recomendação aumenta, pois a hidratação do corpo mantém as vias respiratórias úmidas fazendo com que o acúmulo de poluentes diminua. Aproveite para abusar de alimentos que tenham bastante água como frutas, legumes, água de coco. E lembre-se: não é só durante a atividade física a hidratação, todos os dias beba bastante água e mantenha o corpo hidratado.

2) Horário dos treinos
Se você treina mais tarde, ou durante a tarde, é melhor rever seus horários. O ideal é que os treinos sejam feitos em temperaturas mais amenas. Pela manhã, prefira treinar até as 9h, mas se for no final do dia, prefira depois das 18h.

3) Local dos treinos
Prefira treinar em locais arborizados, em regiões com alto tráfego de veículos é melhor evitar. Outra opção é fazer treinos indoor, pode ser chato para alguns, mas a academia – especificamente, a esteira – pode ser sua aliada no tempo tão desfavorável.

4) Intensidade do treino
É natural o rendimento cair com temperaturas mais altas e o tempo mais seco, então preste bastante atenção na intensidade dos seus treinos e não estresse seu corpo além da conta.

O tempo não esta nada favorável para esportes feitos ao ar livre, então o cuidado tem que duplicar. Continue treinando, mas preste atenção no seu corpo, se hidrate e não ultrapasse seus limites. A saúde é mais importante, sempre!

http://corremulherada.com.br/treinando-tempo-seco/

Correndo no Verão
Que o calorão já deu as caras isso não é mais segredo, mas o verão propriamente dito, chega oficialmente às 14h11 do próximo sábado. Apesar de ser a estação preferida pela grande maioria, particularmente, prefiro o tempo mais fresquinho (nem muito frio, nem muito calor) da [antiga] primavera. Por isso, no quesito corrida, sofro um monte e sinto que meu rendimento cai horrores.

Mas com o verão vem o recesso, as festas (consequentemente viagens \o/) e mais tempo disponível para correr ao ar livre, ou seja, hora de tomar alguns cuidados adicionais. Por esse motivo, fiz um apanhadão do que já foi dito aqui no CM, para você chegar preparada na estação mais quente do ano.

Sabemos que com o ano novo vem as resoluções (a famosa listinha de metas), e vi que não são poucas as amigas que prometeram começar a correr em 2014. =P #estamosdeolho

Por isso, antes de tudo, quero recomendar o Guia para começar a correr. Lá tem dicas e uma coletânea de posts acerca do tema. Nada de pegar o tênis (aliás, tem o post Como escolher o tênis de corrida!) e sair correndo por aí antes de se informar! 😉

Agora vamos ao nosso resumão de verão?

Proteção Solar

O primeiro conselho que eu daria para correr no verão é tanananannnnn: Proteção Solar (sim, sou A CHATA do assunto)! Gente, bato sempre nessa tecla porque tive 2 casos de melanoma (um benigno e outro maligno) na família. Um deles agravado por exposição excessiva aos raios solares sem proteção. Já escrevi vááários posts relacionados, sendo o mais completo o Proteção Solar parte 1, onde coloquei algumas informações e dei dicas de protetores para cada tipo de pele, com resenhas da Aninha, Bru e Mari. Para reforçar essa proteção é indicado o uso de bonés, viseiras e óculos. Falei sobre isso no Proteção Solar Parte 2.

Hidratação
Beber água é fundamental para que as funções do nosso organismo sejam desempenhadas de maneira adequada e um dos aspectos mais importantes para a atividade física de um modo geral, pois durante sua prática, perdemos líquidos e minerais. No verão, deve-se ter um cuidado ainda maior, já que os dias quentes exigem um aumento no consumo de água que atua no equilíbrio da temperatura e atinge todas as células e órgãos do corpo, incluindo o cérebro. Recomendo a leitura do post A importância da hidratação, onde a Mari aborda o assunto de forma mais detalhada.
Mas de nada adianta se hidratar se sua garrafinha não está higienizada de maneira adequada. Por isso recomendo o post Tá com sede? Limpe a garrafinha antes!, onde a Aninha ensina a deixar sua garrafa pronta para consumo, livre de bactérias. 😉
Aproveitando o assunto hidratação, vale lembrar que esta também pode ser feita através de chás gelados e sucos funcionais. Tem um post muito bacana sobre Suco Verde, além da super dica das Forminhas de Gelo, que são ótimas e práticas para agilizar seu tempo! 🙂
A Ju Ferrer também falou sobre o Chá de Hibisco e a Ana sobre o Chá Verde, ótima pedida para o momento detox (que vamos precisar tomar depois das comilanças de fim de ano rsrs) hohohihohiho =P

Alimentação
O verão pede alimentos mais leves e que não causem enjôo ou sensação de peso no estômago. Por isso recomendo a leitura do post O que comer antes, durante e depois dos treinos?
Se existem duas comidinhas que sou viciada é tapioca e iogurte. A primeira substituiu o pão no meu café da manhã. Hoje nem sinto mais falta dele! A Ju Vargas fala sobre o assunto no post Tapioca, a nova queridinha dos corredores.
Outro alimento que salvou minha R.A, é o iogurte. Salvou porque apelo para ele sempre que me dá vontade de atacar um doce (errrrr, sempre rsrs). Falei sobre o bendito e dei algumas diquinhas para incrementá-lo no post Iogurte, mais um aliado na reeducação alimentar.

Roupas
Para encerrar o nosso apanhadão de verão, darei dicas de posts sobre roupa.
Escrevi um especial sobre os tecidos tecnológicos e como eles podem fazer diferença no desempenho durante a corrida. Para ler basta clicar AQUI.
Verão pede roupas mais fresquinhas. É o tempo de colocar as pernocas para fora e usar short, bermuda e short saia (ou skort). A Bru fez um post sobre short saia e selecionou algumas imagens para a gente se inspirar nessa moda que pegou de vez. Você pode acessá-lo NESTE LINK. Aqui no CM, já falamos praticamente sobre tudo, inclusive calcinhas. A Carô escreveu um post especial sobre o assunto, citando modelos específicos e tecidos mais adequados para corrida. É só acessar o post E a sua calcinha?
Penteado também faz parte do assunto MODA! Afinal, neste calor eles são mais do que necessários. 🙂 Tem horas que queremos mudar um pouco e sair do rabo-de-cavalo-de-sempre. A Mari fez um post inspiração com várias idéias de penteados que você pode ver AQUI. Falando em penteados…sabemos que os cabelos também necessitam de cuidados especiais nessa estação. Nada de ficar toda linda, protegida e com o cabelo estragado, né? Falamos desse detalhe tão importante no post Cabelos x Corrida.

É isso meninas, espero que tenham gostado do apanhadão! Tem muito assunto relacionado que acabei não colocando aqui. O post já ficou grande, se colocasse tudo ia ficar gigaaaante! =P

Mas se tiver alguma dúvida ou quer saber se o assunto do seu interesse já foi falado por aqui, pode abusar do campo de “BUSCA” que está lá em cima (ao lado de treino). 😉

http://corremulherada.com.br/correndo-verao/